Tipos de magnésio e seus benefícios

Tipos de magnésio e seus benefícios

30 de junho de 2021 1536 Por kfit_admin

O magnésio é um mineral importantíssimo, fundamental para que ocorram mais de 300 reações químicas no nosso corpo. Os principais alimentos que são fonte de magnésio são os cereais integrais, o espinafre, a banana, as castanhas, entre outros. Infelizmente, tem-se diminuído o consumo dele na dieta das pessoas principalmente no Ocidente, devido ao consumo cada vez maior de alimentos ultraprocessados. Com a correria do dia a dia, é natural que isso aconteça, e embora a base da fonte de magnésio deva ser a alimentação, na prática é algo que se torna difícil. Assim, podemos nos beneficiar da suplementação de magnésio, visto que dessa forma fica mais fácil conseguirmos suprir a necessidade diária desse mineral, além de ajudar em casos específicos. Veremos a seguir os tipos de magnésio que podem ser consumidos e seus reais benefícios. Continue lendo para ficar por dentro do tema e saber qual pode ser o melhor para você!

Magnésio + inositol

O cloreto de magnésio é muito utilizado para promover uma boa qualidade de sono, através do relaxamento mental e melhora na condução dos impulsos nervosos, condições ideais para a regulação da produção de melatonina. Carências desse mineral podem acarretar em problemas relacionados ao relaxamento e bem estar. O inositol é uma pseudovitamina do complexo B, conhecida como B8, presente nas membranas celulares, principalmente no cérebro. Ele potencializa a ação do magnésio no organismo, consequentemente potencializando o efeito de relaxamento.

Magnésio dimalato

O magnésio dimalato é uma combinação de magnésio e ácido málico. Acredita-se que essa forma de magnésio é melhor absorvida pelo nosso organismo. Ele auxilia na melhora da enxaqueca, dor crônica e depressão.Entre seus efeitos mais conhecidos estão a prevenção e tratamento de dores de cabeça e enxaquecas, o bom funcionamento do intestino, já que atrai água para a região intestinal e facilita a passagem dos alimentos pelo trato intestinal, e também funciona como um antiácido, tratando a azia e dores no estômago. A seguir, vamos detalhar mais alguns efeitos da suplementação desse tipo de magnésio!

Melhora do humor

Um estudo com 8.894 adultos demonstrou que a suplementação de magnésio pode melhorar o humor e ajudar a prevenir a depressão, visto que uma dieta com baixa ingestão de magnésio apresenta maiores riscos de depressão.

Controle da glicemia

O magnésio pode aumentar a sensibilidade do indivíduo à insulina, tornando mais eficiente o trabalho desse hormônio na regulação dos níveis de glicose (açúcar) no sangue. Um grande trabalho que envolveu o resumo de 18 estudos demonstrou que a suplementação com magnésio reduziu os níveis séricos de glicose em pessoas que tinham Diabetes.

Aumento do desempenho na prática de exercícios físicos

O magnésio desempenha um papel fundamental na função muscular, produção de energia (síntese de adenosina trifosfato – ATP), absorção de oxigênio e equilíbrio eletrolítico, fatores importantes na hora do exercício. Além disso, o ácido málico também foi estudado por sua capacidade de promover a recuperação muscular e reduzir a fadiga em atletas de resistência.

Redução de dores crônicas

Um estudo realizado com 80 mulheres que tinham fibromialgia, uma condição que afeta a musculatura causando dor, indicou que a dieta dessas pessoas é baixa em magnésio. Assim, a suplementação com magnésio pode ser benéfica, atuando na redução da dor causada por essa doença e também em dores de cabeça fortes como a enxaqueca e outras que são persistentes. Isso ocorre porque o magnésio desenvolve um papel muito importante na contração muscular.

Magnésio quelato

O magnésio quelato é uma forma mais biodisponível do magnésio. Também chamado de bisglicinato, esse tipo de magnésio encontra-se ligado a duas moléculas de glicina, fazendo com que nosso organismo absorva o mineral com muito mais facilidade. O magnésio dimalato também é uma forma mais biodisponível do magnésio, mas ao ser absorvido, diferente do quelato, ele libera o ácido málico, que atua como um intermediário no Ciclo de Krebs, sendo indicado para casos de fadiga e fibromialgia.

Magnésio L-Treonato

O magnésio L-Treonato é muito importante para o bom funcionamento do nosso cérebro. Devido ao nosso solo não prover tantos minerais devido ao seu empobrecimento, os alimentos fonte de magnésio acabam tendo quantidades menores do mineral, e acabamos ficando com uma quantidade maior de cálcio no organismo, que pode provocar dores musculares, fibromialgia, entre outros. O magnésio L-Treonato ultrapassa a barreira hematoencefálica com muita facilidade, aumentando a densidade neuronal e tornando as sinapses muito mais eficazes. Assim, a suplementação desse tipo de magnésio atua na estabilidade do humor, na melhora da concentração e da memória também.

Vimos aqui 4 tipos de magnésio que podem nos auxiliar, de modo geral, no relaxamento, na produção de energia, na estabilidade do humor, no controle da glicemia, na melhora de dores crônicas, como ocorre em casos de fibromialgia, e no aumento e melhora do foco e da memória. Para saber se a suplementação desse mineral fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo pode ser benéfica para você procure seu médico ou nutricionista!

Fontes:

https://www.ativosaude.com/bem-estar/magnesio-inositol/
Acesso em 23/06/2021.
https://pharmes.com.br/magnesio-dimalato
Acesso em 23/06/2021
https://revista.nutricion.org/PDF/352severo.pdf
Acesso em 25/06/2021
https://www.doctoralia.com.br/perguntas-respostas/qual-a-diferenca-entre-o-magnesio-quelado-e-dimalato
Acesso em 30/06/2021.
https://www.youtube.com/watch?v=hGjPQXimEyU&ab_channel=DrJulianoTeles
Acesso em 30/06/2021